Notícias

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESCLARECE SOBRE USO DO FUMACÊ

A Prefeitura de Janaúba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vem esclarecer a toda população janaubense que, para uso do UBV (Ultra Baixo Volume) ou fumacê com aplicação de inseticida de combate ao mosquito Aedes aegypti, existem critérios que justifiquem.


Segundo orientação do Ministério da Saúde, através da nossa Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros, o “fumacê” somente é recomendado para municípios com incidência de casos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, acima de 300 casos por 100.000 habitantes. Outro fator que pode justificar é a incidência de infestação de mosquitos de 5% ou mais.


Como Janaúba está com uma incidência de casos de 220 por 100.000 mil habitantes e com índice de infestação do mosquito de 1,6%, NÃO há justificativa para uso do fumacê. Vale considerar ainda que o Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive preferencialmente dentro dos domicílios humanos, em locais cobertos. As chances de que tais aplicações de inseticidas a partir de aeronaves entrem em contato com o mosquito são mínimas.


A eliminação de criadouros tem caráter preventivo, e recomenda-se que seja feito regularmente, ao longo do ano. O controle químico com uso de larvicidas é recomendado como ferramenta complementar de controle vetorial, sendo aplicado apenas nos criadouros que não podem ser eliminados. Ao contrário, o controle químico do vetor adulto não deve ser usado na rotina, não é preventivo e somente é indicado de forma localizada para bloqueio de surtos e em pontos estratégicos. Não se pode menosprezar um efeito colateral importante da pulverização a partir de aeronaves e 90% dos criadouros de Aedes aegypti estão dentro das residências se fazendo necessário o engajamento comunitário para controle e combate deste mosquito.