Notícias

Hospital Regional de Janaúba promove Semana de Enfermagem

Com o tema “Profissional de Enfermagem: para sermos valorizados, é preciso conhecimento, ética e coragem”, enfermeiros, técnicos e auxiliares comemoraram o dia do enfermeiro .

Camila Guimarães/AscomPMJ


Durante a semana de 11 a 16 de maio o Hospital Regional de Janaúba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, com o apoio da Prefeitura Municipal realizou a IX Semana da Enfermagem do Hospital Regional. Durante o período foram desenvolvidas atividades diversas dentro e fora do Hospital com o intuito de parabenizar os profissionais de enfermagem, ressaltar a importância destes na atuação dos atendimentos prestados além de divulgar a captação de órgãos e a realização do gesto concreto de doação de sangue na Fundação Hemominas.


A Coordenadora do Hospital Regional, Vivian Souto, explicou a importância da semana do Dia do Enfermeiro, comemorado no dia 12 de maio. “Dada a complexidade da enfermagem em seu atual contexto histórico, a profissão requer de todos os enfermeiros, técnicos e auxiliares em enfermagem muita coragem, pautada na ética e no conhecimento. É preciso repensar, reformular e reestruturar o exercício profissional, a fim de conseguir uma representação social que reconheça efetivamente a nobreza de nossa profissão”.


Dentre as atividades, os enfermeiros, técnicos e e auxiliares fizeram uma blitz educativa na Praça Rômulo Sales de Azevedo, no centro de Janaúba alertando a sociedade quanto a necessidade da doação de órgãos. Com o apoio do MG Transplantes da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (FHEMIG), foram distribuídos folders e panfletos explicando a situação dos transplantes no país enfatizando para a sociedade sobre a necessidade da doação de órgãos. Em Janaúba, uma Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT), formanda por enfermeiros, médicos faturistas e assistentes sociais, tem por finalidade organizar o processo de captação de órgãos, identificar os potenciais doadores, realizar abordagem aos familiares e articular o serviço intra-hospitalar com a Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos / Tecidos, viabilizando a captação de córnea neste mesmo município e transferência do paciente com suspeita de morte encefálica para serviço de neurologia.