Notícias

Prefeito Isaildon atende convite da Câmara de Vereadores

O prefeito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes, compareceu à sessão ordinária da Câmara de vereadores na última segunda-feira 13, atendendo ao convite do legislativo municipal.


Um dos motivos do convite feito ao prefeito Isaildon é sobre o decreto de calamidade financeira baixado no dia 2 de janeiro.


Sondado sobre o assunto, o prefeito disse que dada a situação financeira do município ele e sua equipe de governo entenderam por bem baixar o decreto para analisar a situação e dialogar mais de perto com a população de forma a encontrar pontos de convergências. VEJA ALGUNS ASSUNTOS DEBATIDOS NA REUNIÃO.


Nos últimos quatro anos prefeitura de Janaúba acumulou dívida de R$ 22 milhões, aponta relatório


Relatório concluído esta semana por técnicos da equipe de governo da atual administração municipal, revelou que a prefeitura de Janaúba auferiu dívida com diferentes fontes de R$ 22.601.588,77, muito acima do que era aguardado, inicialmente por todos. Generosas previsões em dezembro de 2016 apontavam dívida de restos a pagar em torno  de 11 milhões de reais, agora, com o recente levantamento, concluiu-se que o valor de restos a pagar é mais que o dobro das estimativas, à época. O gerenciamento do último ano -2016, foi severo com as contas municipais. Veja quadro.  


Além do endividamento, disse o prefeito, foi possível constatar o deterioramento na estrutura de vários setores da coisa pública municipal, como por exemplo, a frota de veículos que estava quase toda irregular (com multas e licenciamento vencidos). Não obstante poucos veículos tinham condições mecânicas de rodar faltava manutenção, sendo que maioria estava quebrado mesmo.


Patrulha mecanizada. Motoniveladora (patrol), trator, pá carregadeira, retroescavadeira, caminhões pipa e caçamba estavam quebrados, com exceção de uma pá carregadeira.


Patrol ficou encostada por sete meses, por falta de pneus, lâmina e outros, desencandeando enormes prejuízos à população e a prefeitura


 Esforço concentrado para tirar a prefeitura da inadimplência


Atraso no pagamento da previdência municipal, parte funcional, no valor de R$ 1.6668.321,37 é o maior fator dificultador para a gestão disse o prefeito Carlos Isaildon Mendes, pois a inadimplência impede o município de celebrar convênios com a União para contratação de obras e serviços.


Do montante de mais 11. 158.893,21, em atraso devido ao Previjan, o valor da parte funcional tem que ser pago sem parcelamento, de uma só vez, significa levantar R$ 1.668.321,37.


Tal situação, tem prejudicado o município diretamente. O prefeito disse durante a reunião ordinária que foi ofertado à prefeitura, pelo deputado federal Rodrigo de Castro a destinação de emenda para o município, para execução de operação tapa buracos, no entanto, não foi possível transferir o dinheiro, a inadimplência não permitiu.


Janaúba precisa de todos vereadores, disse o prefeito


Durante a fala do prefeito Isaildon na câmara, ele argumentou que Janaúba precisa de todos os vereadores, a situação não é fácil, é hora de juntarmos forças para superar as dificuldades. Na oportunidade, o prefeito que faria mais uma visita às obras paralisadas de diversos convênios, em vários pontos da cidade, convidou os vereadores a percorrer o município com ele e sua equipe de engenharia. A visita foi realizada na quarta-feira 15.


Isaildon convidou também aos vereadores a participarem da elaboração do Plano Plurianual (PPA) – plano de médio prazo, que estabelece as diretrizes, objetivos e metas a serem seguidos pelo gestor, ao longo de um período de quatro anos, isto é, para o período 2018 a 2021, o ano de 2017 foi planejado em 2013.


O prefeito lembrou sobre a força política dos vereadores junto aos seus deputados, que pode ajudar o município com várias frentes de recursos, ele solicitou apoio dos vereadores nesse sentido.


Modelo de gestão adotado pelo prefeito começa a dar resultados


Administração Pública Gerencial (APG), é o modelo adotado pelo prefeito Isaildon. Esse modelo compartilha vários valores, tais como:


Produtividade, orientação ao serviço, descentralização, eficiência na prestação de serviços e melhoria contínua. O prefeito ainda inseriu: valorização do servidor, participação, transparência e humanização dos serviços que começa na base, no ponto de entrega dos serviços à população. Por meio dessa filosofia Janaúba ganhará novos horizontes, que já começa a aconter.


 


Prefeitura de Janaúba reduz em quase 200 mil reais custo com aluguéis


 


A prefeitura de Janaúba chegará o final de 2017 com uma economia de R$198.315,96 em custo de aluguéis, uma redução de 21,45%.


O custo mensal com aluguéis em 2016 foi de R$ 77.057,75. Este ano, o valor negociado é de R$ 60.531,45, por mês.


Agentes do município negociaram caso a caso, levando em conta situação econômica atual, entendida pelos proprietários dos diversos imóveis que abrigam órgãos da esfera pública municipal.


A administração atual que trabalha com o modelo de gestão gerencial, já enxerga a possibilidade de reduzir ainda mais o seu custo com aluguéis, agora com a otimização dos espaços, agregando alguns setores em um mesmo local.


 Renegociação de dívidas


Os trabalhos de renegociação de dívida do município estão sendo desenvolvidos por membros da equipe de governo e já aparecem em estágio avançado.


A segunda maior dívida – de restos a pagar, é com o BDMG, no valor de R$ 870.331,44, a gerência que foi no primeiro momento resistente, aceitou conversar e já está quase acertado de que a dívida será parcelada e inserida nas prestações futuras.


Valorização do servidor


O prefeito disse que procurou ao máximo aproveitar os valores intelectuais efetivos do município. Das sete secretarias existentes, três estão sendo ocupadas pelo quadro de servidores do município, além de vários outros cargos de confiança que são de livre nomeação do prefeito. Uma situação inédita na cidade


 


 Prefeito Isaildon atende convite da Câmara de Vereadores


O prefeito de Janaúba, Carlos Isaildon Mendes, compareceu à sessão ordinária da Câmara de vereadores na última segunda-feira 13, atendendo ao convite do legislativo municipal.


Um dos motivos do convite feito ao prefeito Isaildon é sobre o decreto de calamidade financeira baixado no dia 2 de janeiro.


Sondado sobre o assunto, o prefeito disse que dada a situação financeira do município ele e sua equipe de governo entenderam por bem baixar o decreto para analisar a situação e dialogar mais de perto com a população de forma a encontrar pontos de convergências. VEJA ALGUNS ASSUNTOS DEBATIDOS NA REUNIÃO.


Nos últimos quatro anos prefeitura de Janaúba acumulou dívida de R$ 22 milhões, aponta relatório


Relatório concluído esta semana por técnicos da equipe de governo da atual administração municipal, revelou que a prefeitura de Janaúba auferiu dívida com diferentes fontes de R$ 22.601.588,77, muito acima do que era aguardado, inicialmente por todos. Generosas previsões em dezembro de 2016 apontavam dívida de restos a pagar em torno  de 11 milhões de reais, agora, com o recente levantamento, concluiu-se que o valor de restos a pagar é mais que o dobro das estimativas, à época. O gerenciamento do último ano -2016, foi severo com as contas municipais. Veja quadro. 


 


 


 


Além do endividamento, disse o prefeito, foi possível constatar o deterioramento na estrutura de vários setores da coisa pública municipal, como por exemplo, a frota de veículos que estava quase toda irregular (com multas e licenciamento vencidos). Não obstante poucos veículos tinham condições mecânicas de rodar faltava manutenção, sendo que maioria estava quebrado mesmo.


Patrulha mecanizada. Motoniveladora (patrol), trator, pá carregadeira, retroescavadeira, caminhões pipa e caçamba estavam quebrados, com exceção de uma pá carregadeira.


Patrol ficou encostada por sete meses, por falta de pneus, lâmina e outros, desencandeando enormes prejuízos à população e a prefeitura


 


Esforço concentrado para tirar a prefeitura da inadimplência


Atraso no pagamento da previdência municipal, parte funcional, no valor de R$ 1.6668.321,37 é o maior fator dificultador para a gestão disse o prefeito Carlos Isaildon Mendes, pois a inadimplência impede o município de celebrar convênios com a União para contratação de obras e serviços.


Do montante de mais 11. 158.893,21, em atraso devido ao Previjan, o valor da parte funcional tem que ser pago sem parcelamento, de uma só vez, significa levantar R$ 1.668.321,37.


Tal situação, tem prejudicado o município diretamente. O prefeito disse durante a reunião ordinária que foi ofertado à prefeitura, pelo deputado federal Rodrigo de Castro a destinação de emenda para o município, para execução de operação tapa buracos, no entanto, não foi possível transferir o dinheiro, a inadimplência não permitiu.


Janaúba precisa de todos vereadores, disse o prefeito


Durante a fala do prefeito Isaildon na câmara, ele argumentou que Janaúba precisa de todos os vereadores, a situação não é fácil, é hora de juntarmos forças para superar as dificuldades. Na oportunidade, o prefeito que faria mais uma visita às obras paralisadas de diversos convênios, em vários pontos da cidade, convidou os vereadores a percorrer o município com ele e sua equipe de engenharia. A visita foi realizada na quarta-feira 15.


Isaildon convidou também aos vereadores a participarem da elaboração do Plano Plurianual (PPA) – plano de médio prazo, que estabelece as diretrizes, objetivos e metas a serem seguidos pelo gestor, ao longo de um período de quatro anos, isto é, para o período 2018 a 2021, o ano de 2017 foi planejado em 2013.


O prefeito lembrou sobre a força política dos vereadores junto aos seus deputados, que pode ajudar o município com várias frentes de recursos, ele solicitou apoio dos vereadores nesse sentido.


Modelo de gestão adotado pelo prefeito começa a dar resultados


Administração Pública Gerencial (APG), é o modelo adotado pelo prefeito Isaildon. Esse modelo compartilha vários valores, tais como:


Produtividade, orientação ao serviço, descentralização, eficiência na prestação de serviços e melhoria contínua. O prefeito ainda inseriu: valorização do servidor, participação, transparência e humanização dos serviços que começa na base, no ponto de entrega dos serviços à população. Por meio dessa filosofia Janaúba ganhará novos horizontes, que já começa a aconter.


 


Prefeitura de Janaúba reduz em quase 200 mil reais custo com aluguéis


 


A prefeitura de Janaúba chegará o final de 2017 com uma economia de R$198.315,96 em custo de aluguéis, uma redução de 21,45%.


O custo mensal com aluguéis em 2016 foi de R$ 77.057,75. Este ano, o valor negociado é de R$ 60.531,45, por mês.


Agentes do município negociaram caso a caso, levando em conta situação econômica atual, entendida pelos proprietários dos diversos imóveis que abrigam órgãos da esfera pública municipal.


A administração atual que trabalha com o modelo de gestão gerencial, já enxerga a possibilidade de reduzir ainda mais o seu custo com aluguéis, agora com a otimização dos espaços, agregando alguns setores em um mesmo local.


 Renegociação de dívidas


Os trabalhos de renegociação de dívida do município estão sendo desenvolvidos por membros da equipe de governo e já aparecem em estágio avançado.


A segunda maior dívida – de restos a pagar, é com o BDMG, no valor de R$ 870.331,44, a gerência que foi no primeiro momento resistente, aceitou conversar e já está quase acertado de que a dívida será parcelada e inserida nas prestações futuras.


Valorização do servidor


O prefeito disse que procurou ao máximo aproveitar os valores intelectuais efetivos do município. Das sete secretarias existentes, três estão sendo ocupadas pelo quadro de servidores do município, além de vários outros cargos de confiança que são de livre nomeação do prefeito. Uma situação inédita na cidade