Notícias

EM COMEMORAÇÃO AO DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, PREFEITO YUJI YAMADA ASSINA PROJETO QUE PREVÊ CRIAÇÃO DE CONSELHO MUNICIPAL DE IGUALDADE RACIAL

O evento teve como objetivo, comemorar o Dia da Consciência Negra, que acontece em 20 de Novembro.

“No passado, a escravidão. Nos dias atuais, a liberdade”. Esses foram os dizeres de uma das faixas carregadas pelos representes quilombolas que participaram de uma caminhada promovida pela Prefeitura Municipal de Janaúba, através da Secretaria de Promoção Social, na manhã da última quinta-feira, 19 de Novembro. O evento teve como objetivo, comemorar o Dia da Consciência Negra, que acontece em 20 de Novembro. Também participaram da caminhada o prefeito de Janaúba, Yuji Yamada, o Secretário de Promoção Social, Euler Rodrigues, o Chefe de Gabinete, Paulo Nunes e a Secretária de Educação Maria Marta Guimarães.


Criado em 2003 e instituído em âmbito nacional mediante a lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, o Dia Nacional da Consciência Negra homenageia o Zumbi, um escravo que foi líder do Quilombo dos Palmares.  Em Janaúba, a data foi reconhecida pelo Prefeito Yuji Yamada em decreto assinado no ano passado, instituindo ponto facultativo para os servidores municipais. A caminhada, realizada pelo centro da cidade, sensibilizou a população para a necessidade de se lutar contra o racismo e combater o preconceito, que infelizmente ainda existe na sociedade.


Durante o evento, foram realizadas diversas apresentações culturais tais como dança de capoeira e danças típicas do povo Quilombola. Ao final da caminhada, o prefeito Yuji Yamada assinou um projeto de lei que cria o Conselho Municipal de Igualdade Racial. A criação do Conselho é uma solicitação de grupos que militam por esta causa e que agora contam com o apoio do município. Após a assinatura, o documento será enviado a Câmara de Vereadores. Para o Secretário Euler Rodrigues, o “Conselho representa uma importante conquista para os Quilombolas que agora terão reconhecimento pleno e poderão atuar de forma ainda mais efetiva, em prol de seus direitos.”