Notícias

Ações voltadas à prevenção das doenças renais marcam Dia Mundial do Rim em Janaúba

Roberta Bertolusci


Para alertar as pessoas dos riscos das doenças renais, que são silenciosas e sem sintomas aparentes em estágio inicial, o Hospital do Rim em Janaúba, em parceria com a Secretaria de Saúde do município, aproveitou o Dia Mundial do Rim para realizar uma programação especial voltada para a prevenção. As atividades, realizadas no último dia 14 de março, na praça Rômulo Sales, foram marcadas por entrega de material educativo, levando informação e conscientizando quanto à importância do diagnóstico precoce para evitar problemas renais.


As ações incluíram ainda a triagem, aferição de pressão arterial, teste de glicemia capilar e o exame de sangue (Dosagem de Creatinina) realizado por profissionais dos laboratórios do Hospital Regional e do Fundajan, parceiros nesta mobilização que contou ainda com o apoio da Copasa e da Polícia Militar.


Com o tema “Pare de agredir seu rim”, o evento foi aberto a toda comunidade e teve a participação de uma equipe de saúde formada po médico nefrologista, nutricionista, psicólogo, assistente social e enfermeiros envolvidos neste trabalho com foco na promoção em saúde. A comunidade foi orientada sobre a necessidade de realizar o exame de sangue (Dosagem de Creatinina) e o exame de urina, disponíveis na Rede Pública de Saúde e capazes de prevenir e identificar doenças renais que atingem pessoas de todas as faixas etárias.


Aristéia Ribeiro, assistente social do Hospital do Rim e uma das coordenadoras da mobilização, explica que, de acordo com estimativas da SBN (Sociedade Brasileira de Nefrologia), nos últimos anos, o número de pacientes com doença renal crônica tem crescido no Brasil e, inclusive, na região. Segundo ela, a maioria dos doentes não sabe que tem o problema e só procura tratamento já em estágio avançado. “Por isso temos a preocupação de instruir e conscientizar a população para prevenir as complicações nos rins que, em casos mais graves, podem levar até a morte”, alerta ao dizer que a insuficiência renal pode ser decorrente de outros problemas de saúde como a hipertensão, diabetes, obesidade, além do histórico familiar.