Notícias

SEMANA DA LUTA ANTIMANICOMIAL É ABERTA EM ENCONTRO COM A COMUNIDADE

O tema do movimento em 2015 é “Incluir para cuidar”, e busca conscientizar a população com o trabalho de inclusão do usuário na sociedade pela equipe de Saúde Mental

18 de maio é o dia nacional da Luta Antimanicomial. Para comemorar a data, a Secretaria Municipal de Saúde, através da equipe de Saúde Mental, promove a X Semana da Luta Antimanicomial, cujo tema este ano é “Incluir para Cuidar”. A semana tem como intuito trabalhar e conscientizar a população a respeito do tratamento e cuidado com as pessoas com sofrimento mental, bem como usuários de drogas, de modo que aconteça a inclusão destes sujeitos na família e na sociedade janaubense, derrubando rótulos sociais. A ação teve início na manhã da última sexta-feira, dia 15 de maio, na sede do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II), e se encerra no dia 20 de maio.


O encontro de abertura com a comunidade, usuários e trabalhadores da Saúde Mental marcou o descerramento da placa comemorativa, que inaugura o Espaço Cultural Franco Basaglia. O Secretário Municipal de Saúde, Gilson Urbano, destacou o serviço dos trabalhadores da Saúde Mental, que estão a disposição de mais de 14 municípios da Serra Geral, e a importância do legado de Basaglia, precursor do movimento de reforma psiquiátrica italiana e que influenciou as transformações no modelo de assistência psiquiátrica no Brasil. Ainda segundo Gilson, a partir do dia 1º de junho, o Hospital Regional contará com serviço de Saúde Mental, que inclui dois profissionais e o ambulatório.


A Coordenadora Municipal da Saúde Mental, Marilena Soares Araújo, agradeceu e parabenizou toda a equipe, e ressaltou a necessidade de estreitar os laços entre usuários e os trabalhadores. A coordenadora reconheceu o apoio dos parceiros, que segundo ela, sem essa rede nada seria possível. Segundo ela, toda a equipe de Saúde Mental viu que era necessário conscientizar a comunidade para que ela conheça a realidade e veja o resultado dos investimentos que fazem, de forma que quebrem preconceitos e estigmas que pessoas com sofrimento mental são perigosas, agressivas e incapazes. O tema “Incluir para cuidar”, tem referência ao modelo de assistência psiquiátrica que inclui a pessoa que sofre psiquicamente na sociedade, lutando assim pelo fim dos manicômios, e tem como referência o trabalho de Frabco Basaglia. “Só podemos cuidar se as tomarmos como sujeito e incluirmos em nossas ações”, explica Marilena.


O prefeito de Janaúba, Yuji Yamada destacou a importância do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, e enfatizou que o trabalho da Saúde Mental deve ser contínuo e feito com carinho e responsabilidade. “O importante desse trabalho são as graças que se recebe de cada um dos pacientes. Todos os envolvidos no processo são pessoas abnegadas e responsáveis, e estão aqui para uma missão maior que é servir”.


A cerimônia foi marcada também pelos testemunhos de usuários dos serviços de Saúde Mental de Janaúba. Ex-dependente químico, Leandro Aparecido da Silva agradeceu o acolhimento do CAPS AD III, onde ele conseguiu se libertar do uso de drogas com o tratamento e reintegração social. Também em depoimento, sua esposa, Izabel Cristina de Oliveira Silva relata não ter desistido em momento algum de acompanhar Leandro, e após não conseguir resultados em São Paulo, onde morava, procurou tratamento em Janaúba, sua terra natal. Aqui, Leandro foi bem acolhido e conseguiu se recuperar da dependência.


Uma apresentação teatral feita por usuários da Saúde Mental encerrou o encontro e mostrou a realidade de muitos dependentes químicos e suas famílias e trouxe uma reflexão a respeito dos riscos quanto ao uso de drogas.