Notícias

PREFEITURA INICIA COMBATE À DENGUE COM CARRO FUMACÊ

A Prefeitura de Janaúba, através da Secretaria Municipal de Saúde, com o objetivo de intensificar o combate ao mosquito Aedes Aegypti, vetor transmissor da dengue e da febre chikungunya, iniciou na última segunda-feira, 04 de maio, a aplicação do inseticida por meio do carro fumacê, nos bairros com maiores incidências da doença infecciosa registradas na cidade. A expectativa é que até na terça-feira, 12 de maio, dia em que se encerra a ação, o carro passe por toda a cidade.
De acordo com o supervisor técnico do setor de Endemias da Secretaria de Saúde, William Barroso, a orientação é que os moradores abram todas as portas e janelas, para que o inseticida possa circular dentro das casas e eliminar o maior número possível de mosquitos.
Em março de 2015, o índice de infestação pelo Aedes Aegypti (LIRAa) registrou 1,9%, o que classificou o município em um risco médio de transmissão. Segundo esse levantamento, foram identificados que 90% dos focos se encontravam dentro das residências. Dos 340 casos registrados em 2015, 54 foram confirmados.
A ações para frear o vetor, realizadas pela vigilância ambiental e pelos agentes de controle de endemias, são as visitas normais, feitas seis vezes ao ano. Ao notificar uma pessoa com dengue, são realizados dois bloqueios: o primeiro é o bloqueio mecânico, que consiste em um tratamento e uma pesquisa do vetor (TPVE) para eliminar os focos existentes e evitar possíveis focos. Esse trabalho é realizado no quarteirão em que uma pessoa estiver notificada com dengue e nos quarteirões das suas laterais. Para evitar que o mosquito que esteja em sua fase aquática (larva) nasca e que não venha a transmitir a doença. Esse ano foram realizados 54 TPVE; o segundo é o bloqueio químico (UBV Costal), realizado com o intuito de eliminar com inseticida os mosquitos adultos que sobrevoarem as proximidades da residência onde a pessoa que esteja doente reside, o que impede assim a transmissão da doença. Esse trabalho é feito para bloquear o vetor Aedes Aegypti e evitar que a doença se espalhe para outros quarteirões. Em 2015, foram realizados 32 bloqueios químicos. As visitas domiciliares são realizadas normalmente pelos agentes de controle de endemias, com 1050 visitas diárias, em residências, comércios, terrenos baldios, igrejas e outros estabelecimentos, com o intuito de eliminar e evitar possíveis focos do Aedes Aegypti.
O secretário de saúde, Gilson Urbano destaca que é importante dar continuidade ao trabalho de eliminação do mosquito. “O cuidado para com o vírus da dengue deve ser contínuo”, completa o secretário.
O prefeito de Janaúba, Yuji Yamada ressalta a importância do carro fumacê para o combate à dengue, e mais recentemente, a chikungunya. “É uma estratégia essencial que visa diminuir cada vez mais o número de casos, e precisa da colaboração de todos para que dê resultados práticos”, explica.