Notícias

Grupo Brasnica doa terreno para construção da Apac de Janaúba

A confirmação da doação foi durante audiência pública que debateu o método Apac, no Centro Cultural do Sindicato Rural na última quinta-feira, (16/04).

O Grupo Brasnica Frutas Tropicais, através do empresário e prefeito de Janaúba, Yuji Yamada doa terreno para a construção da sede da Associação de Proteção aos Presos Condenados - Apac em Janaúba.


O terreno está localizado no distrito de Vila Nova dos Poções, e conta com uma área de quatro hectares. A doação demonstra que o prefeito Yuji é sensível ao método Apac, uma forma mais humanizada na recuperação de pessoas presas por prática de atos criminosos. 


A confirmação da doação do terreno, destinada ao importante projeto que conta com o apoio da sociedade civil organizada local foi feita pelo próprio prefeito, durante Audiência Pública sobre o Método Apac (Associação de


Proteção e Assistência aos Presos Condenados) da comarca de Janaúba na noite da última quinta-feira, 16 de abril, no Centro Cultural do Sindicato Rural.


A audiência foi um momento apropriado à exposição e debate sobre a metodologia da Apac, que tem como finalidade a recuperação e reinserção social dos condenados a penas privativas de liberdade, cujo método de trabalho baseia-se na valorização humana. Isso significa, em uma perspectiva mais ampla, a proteção da sociedade e a promoção da justiça, segundo os organizadores do evento.


A referida audiência é uma promoção da direção do Foro da comarca de Janaúba, do Programa Novos Rumos do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, lideranças e comunidade local.


De acordo com a organização do evento, o Programa Novos Rumos, vinculado à Presidência do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, acompanha as medidas aplicadas às pessoas em conflito com a lei, e tem como uma de suas iniciativas propagar e consolidar a metodologia apaquiana em todas as comarcas mineiras, como alternativa ao sistema comum das prisões do Estado.


A audiência objetiva sensibilizar e mobilizar todos os segmentos organizados da sociedade de Janaúba, com a finalidade de implantar a Apac nesta comunidade, compartilhando com os interessados, autoridades, lideranças e comunidade, as experiências bem sucedidas das Apacs já em funcionamento.


Prestigiado por um expressivo público, a citada audiência superou as expectativas dos organizadores, e deixou o centro cultural repleto.


Várias autoridades estiveram presentes no local, como a diretora do Foro da Comarca de Janaúba e juíza da 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais, Solange Procópio Xavier, que na oportunidade agradeceu a presença do público, especialmente ao prefeito Yuji Yamada, pela doação do terreno para a construção da Apac. Também prestigiaram a iniciativa, outros magistrados, chefe do Cartório Eleitoral de Janaúba e professora da Favag, Marcos Paulo, prefeito de Nova Porteirinha, Raul Alves da Rocha, Cynara Silde Veloso – representante da Favag, Leonardo Francisco de Souza, representante da Apac em Janaúba, Dênio Pinheiro de Carvalho - Tabelião do 2° Ofício de


Notas e também professor da Favag, promotores de justiça, Bruno Oliveira Muller, Vanessa Diniz, presidente da OAB Janaúba, Janer Ruas, a coordenadora da Defensoria Pública de Janaúba, Claudijane Santos Gomes, além dos colegas defensores, João Helton Barbosa e Gustavo Dayrell, advogados, professores e acadêmicos do curso de Direito da Favag, o padre Henrique Alves, da Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, pastores, representantes da maçonaria, Rotary Clube Janaúba, Polícia Militar, vereadores, entre outros presentes.


Durante o evento, o juiz de direito, Juarez Morais de Azevedo, da comarca de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, fez uma belíssima exposição acerca do modelo de prisão Apac, já em funcionamento em seu município, destacando seus benefícios no processo de recuperação dos condenados.


Outro palestrante presente ao evento foi o desembargador do Tribunal de Justiça de Minas, Jarbas de Carvalho Ladeira Filho - coordenador do Programa Novos Rumos. Na oportunidade, ele abordou o tema sobre o papel do TJMG no trabalho com as Apacs no estado de Minas Gerais. O desembargador parabenizou a sociedade civil organizada janaubense pelo trabalho de implantação do método Apac no município. Para Jarbas de Carvalho, a Apac é uma alternativa importante que apenas em parte substitui o modelo tradicional de prisão que não consegue recuperar o preso, já que o sistema é falho. Completando o raciocínio, o desembargador disse que no sistema Apac a pessoa presa é preparada para reintegração à sociedade.


A promotora de Justiça, Vanessa do Carmo Diniz, comemorou o sucesso da audiência e afirmou que a esperança se renovou, e a Apac de Janaúba pode se realidade. Para a promotora socializar o ser humano preso, gastando bem menos é o óbvio. Enalteceu o empenho unânime dos segmentos sociais janaubenses envolvidos no projeto como ficou demonstrado no evento.


O prefeito Yuji Yamada, também presente ao evento reconheceu a importância da audiência pública como o início do processo de implantação da Apac no município. O prefeito deixou claro a todos a sua alegria e satisfação em doar o terreno para a construção da sede Apac. Ele entende que é necessário educar


o cidadão preso para que ele possa sair melhor da prisão, e se reintegrar à sociedade. A doação foi realizada pelo Grupo Brasnica, de propriedade do prefeito.


O presidente da Câmara Municipal de Janaúba, vereador Sérgio Coelho, destacou a iniciativa e também se colocou à disposição da Apac, através do legislativo, e como cidadão e político.


Fonte: (Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Janaúba-MG).