Notícias

NO CAMINHO CERTO

Universidade e prefeito de Janaúba articulam salto de qualidade

Na quarta-feira 13, pró-reitores da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) reuniram com o prefeito de Janaúba, |Yuji Yamada e seu secretariado onde foi apresentado um vídeo sobre o projeto de implantação do campus universitário na cidade.
De acordo com o pró-reitor de graduação, Valter Carvalho de Andrade Júnior, as obras serão iniciadas ainda no primeiro semestre de 2013, “inicialmente serão construídos dois prédios administrativo e pavilhão de salas, logo em seguida biblioteca e laboratórios de informática e depois vários outros será uma cidade universitária”, ressalta o professor.
O campus universitário de Janaúba será construído em uma área de 20 hectares localizada no quilômetro 162, antigo haras Janaúba, próximo ao trevo que dá acesso ao Balneário Bico da Pedra.
Os pró-reitores anunciaram que o MEC confirmou cinco cursos para serem ministrados pela UFVJM em Janaúba, sendo quatro engenharias: de Minas, Metalúrgica, de Materiais e  Física, formando um núcleo e outro curso: Química Industrial. Além do campus universitário será construído também um parque tecnológico com ênfase em nanotecnologia em uma área de 80 hectares. O terreno tem que ser a título de doação para implantação do parque, o prefeito está providenciando os meios legais para viabilizar o processo, “é um investimento de suma importância para Janaúba e região nós estamos muito empenhados para apoiar no que for possível à implantação da UFVJM em Janaúba, disse o prefeito”.
O investimento faz parte do plano de expansão do ensino superior no Brasil anunciado pela presidente Dilma Rousseff.

Educação tem sido tema de debates e estudos não apenas no Brasil, mas nos mais diferentes países, dada a complexidade da sociedade contemporânea e seus desafios em escala global. Nesse contexto, a questão que se coloca é: como a educação pode responder aos desafios do século XXI? E, no caso específico da região de Janaúba, como desenhar uma política educacional que tenha como eixos estruturantes a equidade e a sustentabilidade?
 
Sob uma perspectiva macro, as pesquisas e estudos tanto em nível nacional como internacional têm apontado a necessidade de uma educação ao longo da vida, pautada pelos direitos e a partir de uma visão sistêmica, ou seja, numa articulação das dimensões social, cultural, econômica e ambiental que contemple os planos local, nacional e global.
Do ponto de vista do aluno, o que se busca é formar um estudante reflexivo, crítico, com autonomia na aprendizagem, conectado às novas tecnologias e capaz de buscar e selecionar conhecimentos, ao mesmo tempo em que é pautado  por uma cidadania ética e responsável. Horizontalizar as relações de aprendizagem de forma participativa, implementar a construção colaborativa do conhecimento e individualizar a aprendizagem de modo a contemplar os diferentes interesses, níveis de aprendizagem e formas de aprender são aspectos que fazem parte do debate atual das políticas educacionais. Valores como respeito, sustentabilidade, participação, diversidade e paz também são fundamentais para integrar a educação aos desafios contemporâneos.